Como escolher hospedagem em tempos de flexibilização


Especialista da WAM Hotéis e Resorts dá dicas para quem vai viajar e deseja ter mais segurança e comodidade

Búzios Beach Resort

O mercado turístico de modo geral sempre atuou de forma a superar expectativas em quesitos como conforto, lazer e qualidade em serviços. Porém, no atual período, além da localização do empreendimento e valor atribuído à hospedagem, os viajantes agregaram novos itens a sua lista de prioridades, observando atentamente protocolos de limpeza e higiene, além de políticas e condições de reservas mais flexíveis.


Se a viagem é a lazer, a comodidade de se ter tudo dentro empreendimento, evitando que o turista precise se deslocar em busca de diversão ou serviços como SPA, academia, restaurantes e outros, tornou-se fator decisivo. ''Além de pacotes promocionais e flexíveis, empreendimentos com mais estrutura, oferecem ao turista a comodidade de se deslocar pontualmente para um passeio ao ponto turístico, se expondo menos a riscos'', explica o gerente da WAM Hotéis e Resorts, João Paulo Frigeri Galvão.


Para ele, uma observação importante é que o turista tenha em mente antes de sair de casa, que alguns espaços estarão com acesso restrito devido a recomendações e protocolos de combate à disseminação da Covid-19. Porém, seguindo todos os cuidados de higienização e uso de máscaras, é possível aproveitar muitos pontos. ''O turista deve buscar informações sobre a cidade visitada, os locais que estão disponíveis para visitação, horários de funcionamento dos ambientes que deseja conhecer garantindo uma estadia tranquila e sem frustrações'', ressalta João Paulo.


Também por isso, um empreendimento com mais comodidades consegue proporcionar um melhor custo-benefício ao valor da hospedagem. ''O momento é atípico. As pessoas desejam sair de suas rotinas após um longo período de isolamento, conhecer novos lugares, mas adaptando-se a essa nova realidade com todos os recursos de segurança disponíveis. Quando oferecemos uma abrangente gama de serviços, comodidade e informações, notamos que o turista acaba optando pelo hotel e assim, consegue de fato descansar e curtir com mais tranquilidade o passeio'', ressalta João Paulo.


De acordo com este novo cenário, é importante ressaltar as atividades externas e sem aglomerações. ''No Blue Mountain Resort e Spa, por exemplo, temos a localização e estrutura como grandes aliadas, pois estamos cercados de belezas naturais e contamos ainda com uma infraestrutura de lazer em áreas externas, como trilha monitorada, passeio de quadriciclo, quadra de tênis e campos de futebol.  Outro ponto forte é a gastronomia que oferecemos, com serviços exclusivos e opções de ambientes diferenciados'', reflete.


Novas tendências 

Além das novas observações para hospedagem, uma pesquisa divulgada recentemente pela consultoria Cap Amazon e pelo portal Mercado & Eventos, apontou também uma possível mudança no perfil dos turistas brasileiros no pós-pandemia. Após o confinamento, agências esperam uma maior demanda de clientes em busca de viagens a lazer e para visitar amigos e familiares. 


A pesquisa mostra que destinos e serviços que proporcionem bem-estar e contato com a natureza são opções valorizadas pela maior parte dos entrevistados nesta retomada do turismo. Para a captação dos dados, foram ouvidos mais de 400 agentes de viagem das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Curitiba.


Protocolo de segurança

A diretora comercial da WAM Hotéis e Resorts, Perla Fernandes, lembra também que antes, quando pensamos em um hotel vinha a mente o custo, o tamanho do empreendimento entre outros atrativos. Esses itens seguem relevantes, porém não são os principais. ''Além deles, é preciso observar, por exemplo, se o protocolo seguido pelo hotel é de fato eficiente e se a assepsia e as normas pedidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) estão sendo colocadas em prática''.


E nesse aspecto todos os empreendimentos com a chancela da  WAM Hotéis e Resorts estão de acordo. ''Hoje seguimos todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), de autoridades brasileiras da esfera federal, estadual e dos municípios onde possui empreendimentos para a construção das novas práticas de segurança, que resultaram no protocolo WAM CLEAN & SAFE'', explica Perla.


O selo Clean & Safe foi criado pelo Turismo de Portugal de forma a distinguir as atividades turísticas que asseguram todos os requisitos de limpeza e higienização para a prevenção e controle da pandemia da Covid-19. Para sua obtenção é exigido do empreendimento a implementação de um protocolo interno que, de acordo com as recomendações da Direção-Geral da Saúde, deve assegurar o distanciamento social e higienização necessária para evitar riscos de contágio da Covid-19 e garantir os procedimentos seguros para o funcionamento das atividades turísticas.


''Além do selo, 100% do nosso quadro de colaboradores foram testados para Covid-19 e de forma eletiva e planejada, temos dado continuidade a esse monitoramento. Contratamos uma auditoria independente, implantando um processo regular e específico no combate à disseminação do vírus. Dessa maneira, conquistamos o Certificado SAFE GUARD, emitido pelo pelo Instituto Internacional Bureau Veritas'', conclui Perla.

Fonte: Fato Comunicação

#wam #flexibilização #pandemia

LOGO TC CDR W.png