De captador de clientes a empresário

Neto Thomeny conta sua trajetória profissional, desde o início no marketing para ter sua própria consultoria em tempo compartilhado

  • Fábio Mendonça

Neto Thomeny foi painelista do Meeting Geral Fortaleza, em 2019

Captadores de clientes conseguem se desenvolver na profissão a ponto de se tornarem empresários do segmento de tempo compartilhado? Sim! O promotor de marketing ou captador de clientes é o primeiro contato da empresa com o cliente. Muitas vezes é a parte da operação menos valorizada, mas também é uma carreira apaixonante e cheia de oportunidades. ‘’Falar do marketing para mim é sempre um grande privilégio, em que acredito ser o coração da indústria’’, declara Neto Thomeny, um dos pioneiros na captação de clientes no segmento, e hoje é sócio da NS Consultoria, empresa de gestão e marketing de projetos em tempo compartilhado.


O primeiro contato de Neto Thomeny com o tempo compartilhado foi em 1998, em Fortaleza/CE, quando trabalhava como representante comercial de uma empresa de produtos medicinais. ‘’Meu trabalho era visitar farmácias, supermercados, distribuidoras e médicos’’, conta Neto. Mas ele não estava satisfeito com o emprego e vivendo um período difícil financeiramente. ‘’Sou de uma família de pais separados e morava com minha mãe, onde a mesma não estava em condições financeiras para arcar com as nossas despesas no momento’’.


A oportunidade de aumentar a receita do lar veio com o convite de um amigo para uma seleção de empregos, para o cargo de promotor de marketing no hotel Marina Park, conhecido como o Hotel dos Grandes Eventos, também na capital cearense. Sem saber do que se tratava aquela função ou trabalho, Neto conseguiu identificar uma oportunidade profissional de crescimento naquela empresa e encarou o desafio.


‘’Fiz todos os testes, passei no teórico, porém na prática não obtive sucesso, para não falar que fui o pior’’, brinca o empresário. ‘’ O melhor de tudo: consegui perceber que essa nova oportunidade iria me dar um bom dinheiro para suprir minhas necessidades e da minha família, e foi isso que me motivou a ser o destaque da equipe por várias temporadas e, consequentemente, fui identificado pelos meus resultados como grande potencial pelos meus líderes’’.


Neto no início da carreira, como gerente de marketing

Desenvolvimento na carreira


Normalmente, os grandes empresários do mercado ou vieram do mercado imobiliário e hoteleiro, ou atuaram por muito tempo em salas de vendas. Neto teve uma trajetória diferente. Ele nunca foi liner (consultor) ou closer (supervisor) de vendas. O desenvolvimento de sua carreira foi como promotor de marketing, se tornando especialista nesta função, para posteriormente tornar-se expert em timeshare e multipropriedade. De captador de clientes ele virou supervisor de marketing, gerente de marketing, líder de sala e diretor comercial de marketing e vendas, com atuações em vários hotéis: Marian Park, Pau Brasil Resorts (Porto Seguro/BA), Brasil USA Resorts (Fortaleza); e como empresário, no Brasil Tropical (Fortaleza), Gran Solare (Barreirinha/MA), Residencial Itapema (Itapema/SC) e Carnaubinha Resort (Luís Correia/PI).


‘’Sai do marketing para a minha consultoria. Foi quebrado esse grande paradigma que todos que abrem suas consultorias tem que sair do comercial. Tal oportunidade foi concedida através do empresário Stefan Danzi, sócio proprietário do hotel Brasil Tropical. Esse sim, foi a maior aposta na minha trajetória e da minha consultoria e acabamos nos tornando sócios. E aí vieram grandes prêmios e resultados alcançados por quase 8 anos de grande sucesso’’


Visão das carreiras na indústria


Neto e Stefan Danzi recebem premiação da RCI Brasil


Com esta trajetória, Neto consegue ter uma visão de toda a cadeia profissional, podendo afirmar o que significa ser um profissional com excelência em cada função.

Para ele, o sucesso do captador de clientes está ligado ao profissional entender que o ganho financeiro é uma consequência do desempenho no trabalho. ‘’A função do captador, acima de tudo, é amar o que faz e encarar como profissão. Além de tudo, a garra e a determinação são grandes qualidades para obter os resultados e encarar as metas e objetivos’’.


Além das técnicas, habilidades, muito estudo e força na área de vendas, Neto aponta que o consultor de vendas deve ter uma atitude mental positiva, que significa ‘’enxergar algo de maneira leve, é necessário sempre eliminar tudo que for negativo em qualquer situação’’. Como exemplo de enxergar a profissão de maneira leve, ele cita a rotina dos profissionais. ’’Imagina a sorte que o consultor tem em todos os dias aprender algo novo, com pessoas que nunca viu na vida, costumes, expressões regionais, cidades diferentes... Isso tudo em um papo descontraído e contagiante’’.


O supervisor de vendas (fechador ou closer) deve ser um especialista na profissão, produto, empresa, concorrentes, mercado e clientes, segundo Neto Thomeny. ‘’É a capacidade de práticar o autogerenciamento e multiplicidade de tarefas, pois cada cliente terá a sua particularidade acima de tudo’’, afirma. ‘’O bom supervisor é aquele que possui inteligência emocional, capacidade de saber escutar, usar sua empatia alinhada a uma dose de persuasão e geração de urgência’’.


Para Neto, o gestor de equipes deve entender a missão, a visão e os valores da empresa. ‘’Isso é de extrema importância saber onde a empresa quer chegar, para que os dois possam seguir o gerenciamento com padrões de rotina, rumo a grandes resultados’’. Além de entender e conhecer os pontos fortes e fracos de cada profissional da equipe. ‘’Para fazer da sua equipe um grande exército de grandes resultados e sucesso’’.


Inovações do mercado

No atual momento, em meio à crise da pandemia, Neto reconhece os avanços tecnológicos na parte das vendas, tanto no tempo compartilhado ou outros segmentos, mas ainda acredita que a grande inovação do setor será na parte humana. ‘’Na minha opinião, uma grande mudança que terá que existir será na parte humana: ouvir mais, entender, ter mais empatia, respeitar mais os clientes e amigos, valorizando e tendo mais gratidão pelas pessoas e pelas vidas, isso será crucial para a inovação do mercado e para o mundo’’, finaliza.


#multipropriedade #timeshare #tempocompartilhado #captadordeclientes

LOGO TC CDR W.png