Parques turísticos debatem protocolos de reabertura


Executivos do Beach Park e do Hot Beach Olímpia conversaram sobre as novas medidas de segurança nessa retomada das atividades

  • Maria Laura Saraiva

Felipe Lima, do Beach Park


Com a reabertura a caminho, os resorts e parques já estão em fase de adesão de protocolos e novos procedimentos. No Painel Digital realizado pela Turismo Compartilhado nesta segunda, 06/07, o diretor comercial do Beach Park, Felipe Lima, e o CEO do Grupo Ferrasa e Hot Beach Olímpia, Sérgio Ney Padilha, contaram quais são os cuidados que pretendem tomar para uma retomada segura para os colaboradores e clientes.

“É algo muito novo para todo mundo - ninguém tem certezas”, declarou Felipe Lima. Segundo ele, o Beach Park estará adotando protocolos com cinco fases essenciais. São elas: treinamento intensivo de funcionários e fornecedores, “não só o nosso pessoal, mas até os taxistas que levam os hóspedes, por exemplo, devem estar cientes das novas orientações”; controle de temperatura em todas as áreas do parque, a desinfecção e limpeza de todas áreas comuns, o distanciamento e a redução de contato. A última será realizada com um “corte” de elementos físicos que facilitam a contaminação, como cardápios e ingressos, que deverão ser substituídos por aplicativos digitais.

A volta, embora ainda não esteja prevista nos planos do Governo do Ceará, já está sendo preparada pelo Beach Park. “Eu acredito em uma retomada com 50% da capacidade total”, afirmou o diretor comercial. “A maior dificuldade é por ser algo tão recente. Sem dúvidas é um grande desafio’’.


“A vantagem de um parque aquático é a própria água”, brincou Sérgio Ney Padilha, e completa, “o problema é fora dela”. O CEO do Hot Beach acredita que a adoção de um protocolo deve começar com um longo processo de treinamento dos funcionários e vigilância coletiva. “O próprio hóspede é um fiscal, mas nós mesmos devemos nos fiscalizar o tempo todo”, comenta ele. Os novos procedimentos são semelhantes ao comentados por Felipe, afirma Sérgio, como o cuidado com a desinfecção constante de tudo que é tocado frequentemente, como as boias.

“Quer saber, eu não tenho medo da reabertura se ela for bem-feita e treinada”, afirmou o executivo do Hot Beach Olímpia. A nova rotina é vista inclusive com bons olhos por ele, que acredita que trará benefícios para “além de pandemia”. “Ninguém sabe se isso vai durar um mês, seis meses ou um ano. Mas ela vai ser boa para tudo, não só para o coronavírus”, finalizou Sérgio Ney Padilha.

Além de Felipe Lima e Sérgio Ney Padilha, o painel Retomada e Reabertura de Parques contou com a participação de Carolina Negri, do Sindepat, e Rodrigo Macedo, da Tríade Soluções. Assista o painel digital abaixo:

#parques #beachpark #hotbeach #retomada #reabertura #turismocompartilhado

LOGO TC CDR W.png