Tríade Soluções apresenta tecnologia para auxiliar protocolos para parques


Diretor comercial da empresa falou mais sobre a modernização de alguns procedimentos corriqueiros nas operações de complexos turísticos

  • Maria Laura Saraiva


A digitalização de procedimentos é uma saída que vem sendo cada vez mais procurada pelos resorts e parques turísticos que já estão pensando na reabertura do pós-pandemia. Nesta segunda, 06/07, o diretor comercial da Tríade Soluções, Rodrigo Macedo, falou mais sobre o papel da tecnologia nessa fase, durante o Painel Digital realizado pela Turismo Compartilhado.

Rodrigo Macedo contou que ao contrário do setor de turismo como um todo, as empresas de tecnologia tiveram sua demanda aumentada nessa época, justamente porque podem ajudar com a eficiência e segurança da retomada. “Somos facilitadores de protocolos e operações”, afirmou ele.

O principal objetivo de modernizar alguns setores é reduzir ao máximo a quantidade de toques e contato que o hóspede precisará ter durante a sua estadia, explicou o diretor comercial da Tríade. Desde o momento da chegada, por exemplo, o check-in poderá ser realizado por aplicativos e dispensar a troca de papéis, documentos e tudo o mais. “Filas virtuais, ingressos eletrônicos, reconhecimento facial, armários automáticos, aberturas via pulseira e cardápios no celular - tudo isso faz parte desse novo funcionamento”, detalhou Rodrigo Macedo.

Segundo o diretor da Tríade, o cartão de entrada no quarto poderá ser substituído por pulseiras automáticas, a entrada em alguma atração ou parques aquáticos, será mediada por filas virtuais depois de um agendamento prévio, e os ingressos físicos trocados pelos eletrônicos. Até os restaurantes internos terão que se modernizar e aceitar pedidos realizados pelo celular, com o garçom apenas entregando nas mesas.

O primeiro passo para que a modernização aconteça de fato, porém, é entender o processo como uma via de mão dupla, de acordo com ele. “O hotel disponibiliza o serviço e o hóspede precisa se adaptar. A equipe precisa ser treinada também para convencer o cliente de fazer uso dessas novas tecnologias e também dizer ‘não’ caso o hóspede esteja sem máscara, por exemplo”, salientou. A cultura do agendamento é outro fator que ele considera importante, pois não faz parte do costume do brasileiro, embora seja básico na rotina do “novo normal’.

Além das possibilidades citadas, o diretor da Tríade considera que muitos avanços ainda acontecerão em breve. “Os mecanismos ainda vão evoluir. Quando o funcionamento voltar, descobriremos outras necessidades do dia a dia e mais ideias surgirão”, finalizou Rodrigo Macedo.

Além de Rodrigo Macedo, o painel digital Retomada e Reabertura de Parques contou com a participação de Carolina Negri, do Sindepat, Felipe Lima, do Beach Park, e Sérgio Ney Padilha, do Hot Beach Olímpia. O painel pode ser assistido logo abaixo:


#triade #parques #paineldigital #reabertura #tecnologia

LOGO TC CDR W.png