Vendas de propriedades compartilhadas no Brasil cresceram 16% em 2019


Segundo relatório da RCI, país teve mais de 98 mil semanas vendidas no ano passado

  • Fábio Mendonça

Ana Laura Acevedo

A vice-presidente sênior de marketing e desenvolvimento de negócios da RCI América Latina e Caribe, Ana Laura Acevedo, apresentou no início da tarde de hoje,15/07, durante webinar, o estudo ‘’Análise e Perspectivas da Propriedade de Férias na América Latina e no Caribe 2019’’.

Os resultados deste estudo foram obtidos a partir da análise do banco de dados da RCI, considerando o volume de novos parceiros, o número de semanas adquiridas por parceiro e a participação de mercado dos principais concorrentes na indústria de propriedades de férias durante 2019.

De acordo com o relatório, o Brasil foi o país que teve a maior taxa de crescimento em vendas, com 16% em relação a 2018, atingindo mais de 98 mil semanas vendidas. A RCI conta com 279 empreendimentos afiliados no país. Em 2019, houve 22 novos resorts associados, um crescimento de 8,6% em relação a 2018.

Em relação a utilização ao tempo compartilhado pelos sócios da RCI, 82% são brasileiros e 18% estrangeiros. Entre os sócios estrangeiros, 46% são dos Estados Unidos, 35,1% da Argentina, seguido do Uruguai, Chile, Paraguai e outros.

O México apresentou seu crescimento mais alto dos últimos 5 anos em semanas vendidas, com 7,9% em relação a 2018, e reafirmando sua posição como mercado líder de Propriedades de Férias na região, com mais de 279 mil semanas vendidas. A região do Caribe apresentou um crescimento de mais 5,9% e o resto da América Latina teve uma redução das vendas, diminuindo – 4% em relação a 2018.

Acesso o estudo completo no Link: https://registro.rciaffiliates.com/DefaultPg.aspx



#RCI #propriedadecompartilhada #férias #vendas #negócios

LOGO TC CDR W.png